Há algumas semanas, o cliente que entra no Opus é imediatamente provocado pelos dizeres na parede:
‘O Edson Mike Tyson quer desafiar você. Coma nossos 6 sanduíches em 30 minutos. Ganhando,terá seis meses de lanche por nossa conta. Perdendo, vai ganhar um beijo do Edson e do Cabeça, além de pagar R$ 99,00’. O Edson e o Cabeça citados na brincadeira são figuras conhecidas do Opus, onde trabalham há 22 e 25 anos,respectivamente.
Agamenon Ferreira dos Santos, o Cabeça (também conhecido pela alcunha de Bigode, apesar de nunca ter ostentado um), tem 61 anos, nasceu na Paraíba e veio morar no Rio ainda criança. Atende no balcão desde 1991, passou por três diferentes gestões à frente do Opus e não pensa em sair de lá tão cedo. ‘Sou aposentado, mas se euparar de trabalhar, acho que não vou viver muito tempo não’, afirma. Morre de orgulho da filha mais nova, que completou seis anos recentemente, e não abre mão de estar com ela e com a netinha nos finais de semana, no Grajaú.
O Edson ‘Mike Tyson’ jura que seu apelido foi inspirado somente pela semelhança com o lutador. ‘Eu frequento a igreja, sou da paz’, garante. Tímido, ele começou no Opus tirando chopp, depois passou a comandar a chapa e hoje é o responsável pelos famosos sanduíches do lugar. Conta que aprendeu a fatiar o pernil bem fininho com o antigo dono, um português pavio curto que costumava xingar todo mundo e quase fez Edson desistir de trabalhar no Opus. Ele revela também que está criando um novo sanduíche, mas que ainda não pode antecipar detalhes da novidade. Ao ser questionado sobre sua idade, Edson brinca: 30 e 13! ‘As pessoas dizem que eu sou muito sério e aí eu digo pra elas olharem minha foto sorrindo ali na parede’, diverte-se. É avesso à tecnologia e orgulha-se de não ter celular. ‘Se quiserem falar comigo, que liguem aqui no Opus’.
Sobre o desafio, os dois garantem que ninguém ainda tomou coragem e correu o risco de ganhar um beijo deles.
E aí, topa encarar o Cabeça e o Mike Tyson?