Ela faz a alegria dos frequentadores da Feira Rio Antigo há quase 10 anos. Por onde passa, Isabelita dos Patins atrai olhares, sorrisos, flashes. Mas pouca gente conhece a história dessa personagem tão querida e respeitada na cidade.

Nascida na Argentina como Jorge Omar Iglesias, veio morar no Rio em 1970. Mas a paixão pela cidade surgiu quando tinha apenas 9 anos de idade. “Ganhei um cartão postal do Rio de Janeiro de meu pai e, naquele momento, me apaixonei por esta cidade”, conta. Aos 13 anos, conseguiu um emprego no Consulado do Brasil na cidade de Rosário, onde morava. Sua paixão pelo Brasil era tão contagiante que, quando completou 18 anos, foi presenteada pelo cônsul com uma passagem para conhecer o Rio. Mas foi em 1970 que ela viria ‘com a cara e a coragem’. E as malas para ficar.

Sorte do Rio, que desde então conta com a alegria e o otimismo de Isabelita dos Patins em suas ruas, em seu Carnaval. “Sou uma drag queen profissional. Este é meu trabalho”, diz Isabelita, que é patinadora – sua marca registrada – desde criança. Para morar, ela escolheu o bairro de Vila Isabel. “Reconheço que a cidade está vivendo um momento difícil, mas tenho muita fé e esperança de que o Rio vai voltar a ser maravilhoso”, diz Isabelita. Seu lema é “fazer o bem sem olhar a quem”.  Coisa de quem é apaixonada pela vida e pelas pessoas. “O que a gente faz por nós morre conosco, mas o que a gente faz pelos outros fica para a eternidade”.

Se os grandes sonhos já foram realizados, ela vai criando outros. Agora, quer fazer um filme para crianças e ter um programa de rádio.  “Adoro crianças. Durante 10 anos fui Papai Noel e Coelhinho da Páscoa de uma creche em Vila Isabel. E já escrevi um livro infantil: Isabelita, a menina dos patins”.

Depois de trocar dois dedos de prosa com Isabelita, dá uma vontade irresistível de levá-la para casa. É o que deve ter pensado a artesã Adriana Lucchio ao criar os suvenires com o tema Isabelita dos Patins, que estão sendo vendidos na Feira Rio Antigo: garrafinhas com sua imagem, imãs de geladeira, bonecas, além de brincos e pingentes. As lembrancinhas podem ser encontradas na Feira em frente ao número 130 da Rua do Lavradio (próximo ao TRT).

Quem resiste aos encantos da drag queen mais querida da cidade?